Busca

Bee View – arquitetura das palavras

Fazemos pelo seu texto o que o arquiteto faz pela sua casa.

Categoria

Comunicação

Panfleto de divulgação: Suco do Ben

Cliente: Suco do Ben
Projeto gráfico e texto: Débora Carvalho

Anúncios

Projeto Jornal na Escola

Arte: Bee View
Arte: Bee View

Acabamos de mandar o pequeno anúncio para publicação na Revista Ache.

Trata-se de um projeto ousado de comunicação para escolas. Fazemos desde o projeto editorial e gráfico à impressão (terceirizada), com pacotes especiais conforme a periodicidade, tiragem e produtos incorporados, como newsletter, conteúdo para site, cobertura de eventos, e revisão para toda a comunicação da escola, de comunicados a projetos pedagógicos.

Nossa equipe conta com profissionais experientes na grande imprensa, em assessoria de comunicação de grandes empresas e redes de escolas, fotografia e redação contemporânea.

Quer saber como fazer o boletim informativo da sua escola?
Agende uma visita e solicite um orçamento!

Confira no link abaixo uma edição eletrônica de um boletim que também foi impresso.

 

Apresentação: Projeto Saúde Visual (CBE – Eventos)

Link do arquivo em PDF – folder de apresentação de um projeto de uma empresa de eventos empresariais.

http://issuu.com/beeview/docs/projeto-saude-visual-cbe-empresas-apresentacao

Fizemos a concepção da arte, o texto e a diagramação, com base no material original do cliente, e informações. A necessidade era passar mais credibilidade e profissionalismo.

Exemplo de texto institucional (fantástico)

Alpargatas 100 anos – havaianas

Pobre máquina, que com tantos cavalos de força depende do dedo humano que aperte o botão e a faça funcionar.

Triste difícil, que se ergue pelas mãos do operário. Infeliz computador, que com toda a sua inteligência é controlado até por uma criança.

Máquinas, edifícios, computadores. Meros coadjuvantes do talento humano. Sem ele estariam condenados a ser madeira pedra e metal até o fim dos tempos.

Por acaso teria sido o concreto que ergueu nossos maiores arquitetos? Quem sabe, um belo dia, um violão batucou a bossa nova!  Foi o avião que fez o inventor voar, ou terá sido o contrário?

Nos tirem as máquinas, os edifícios, os computadores, e ainda assim nos restará o talento pra recomeçar do zero.

Só o talento é capaz de sobreviver a guerras, revoluções e nove moedas diferentes.

Só o talento é capaz de transformar um pedaço de borracha numa mania mundial e fazer dessa mania o calçado mais vendido do planeta. Só o talento é capaz de conquistar mais de 80 países. Só o talento é capaz de reinventar o jeito de se fazer as coisas,  respeitando os recursos essências à sobrevivência das espécies.

Só o talento é capaz de eternizar lances de magia na memória de gerações. Só o talento cria, pesquisa, projeta, desenvolve, aumenta, reduz, corta, dobra, enrola, adiciona, subtrai, testa e retesta.

Só talento é capaz de superar o talento. E numa disputa de talento versus talento o resultado é sempre riqueza e progresso. Só o talento é capaz de ajudar um jovem talento a se tornar tão grande quanto ele próprio.

Só o talento é capaz de fazer com que um terço dos brasileiros usem calçados de uma única empresa.

Há 100 anos trabalhamos baseados numa única crença. A de que só o talento é capaz de nos valorizar como empresa.  Assim, quem sabe as civilizações do futuro, ao se depararam com nossos prédios, nossas máquinas, nossos computadores, cheguem a uma única conclusão: essa é uma fábrica de talentos.

Alpargatas – 100 anos, talento brasileiro.

Como ter uma comunicação eficiente

Ferramentas como blogs, intranets e instant messengers podem facilitar a comunicação entre as equipes, mas não garantem o sucesso na comunicação de um projeto

Por Margareth Carneiro*

Não há exemplo melhor para falarmos sobre comunicação na área de projetos do que a história do Sultão e seus conselheiros. Um rico e poderoso Sultão, certa noite, sonhou que havia perdido todos os dentes. Preocupado, ele mandou chamar seus dois conselheiros mais sábios. Ao perguntar para seus eles o que significava o intrigante sonho o primeiro lhe falou:

Todos da sua família morrerão antes de vossa alteza!

O Sultão, transtornado e furioso, mandou para a masmorra o insensível e agourento sábio.

O segundo, ao ser consultado disse:

Este sonho quer dizer que o senhor terá uma vida muito longa.

Satisfeito com a resposta, o Sultão concedeu um polpudo prêmio por sua sabedoria.

Ambos os sábios escolheram palavras e formas diferentes para dizer a mesma coisa ao Sultão. No entanto, a forma como as coisas são ditas, por mais corretas e precisas que estejam, podem desencadear as mais diversas reações nas pessoas. Portanto, na comunicação existe um aspecto comportamental muito importante que não pode ser negligenciado pelo líder.

No mundo corporativo, principalmente na área de gestão de projetos em que a realização de todas as atividades com prazo, qualidade e custos desejados é fundamental, a comunicação é essencial para que as “engrenagens” funcionem de forma harmônica e no tempo necessário.

E como gerenciar todas as informações geradas nos projetos de modo eficiente?

O primeiro passo é planejar a comunicação. O processo não pode simplesmente acontecer. O gestor e sua equipe devem definir como irá ocorrer. É claro que é inevitável as pessoas conversarem, trocarem idéias, mas a comunicação oficial do projeto deve ser bem definida e clara para evitar ruídos e desentendimentos. Portanto, para planejar a comunicação em projetos devemos pensar nos objetivos, nas reuniões que teremos, nas mensagens e documentos que serão gerados e trafegados durante toda a sua execução, nas estratégias de comunicação, na temporalidade da comunicação, mídias utilizadas e após o término do projeto, o arquivamento de todo conteúdo gerado.

Comprometimento – Atualmente temos tecnologia que apóia sensivelmente essa comunicação tais como blogs, portais, intranets, sistemas de gerenciamento de projetos, e-mails, instant messengers e outros dispositivos. Mas tais avanços e facilidades podem facilmente se transformar em problemas de over communication. Quem não recebe emails em demasia? Quem não recebe emails com documentos anexados de páginas e páginas? Utilizar apropriadamente as mídias e tecnologias disponíveis é fundamental para se obter o desejo e o comprometimento dos elementos do projeto.

De acordo com Bill Quirke, consultor inglês e autor do livro “Communicating Change”, existe uma mídia apropriada para cada tipo de comprometimento necessário. Um bom exemplo é o famoso e-mail, que é muito bom para conscientização (ou seja, recebo um email e tenho noção do assunto). As pessoas recebem e-mails ou boletins de informações e ficarão conscientes das ações executadas pela equipe, mas nem sempre passar um email é ter o comprometimento e engajamento necessários.

Quando se pretende um envolvimento no assunto, é necessário fazer algo presencial ou interativo, como reuniões ou conferências para a troca de informações e geração de idéias e conhecimento. Portanto, o uso apropriado de mídias de comunicação tem o poder de gerar o envolvimento e o comprometimento das equipes.

Se planejar a comunicação é fundamental, de nada vai adiantar se não nos preocuparmos se todas as etapas deste processo foram bem executadas. As informações devem ser geradas no tempo apropriado, enviadas ao público alvo sem ruídos e conforme o planejado. Manter o status do projeto atualizado, com informações consistentes e atualizadas, é fundamental para a boa gestão de um projeto.

Ao mesmo tempo, manter as reuniões produtivas é instrumento vital para manter o projeto em um ritmo desejado e executar correção de eventuais desvios que possam ocorrer. Vale lembrar que persistência e disciplina ajudam muito para a manutenção da comunicação.

Essa comunicação ainda é fundamental no encerramento de projetos. Todos os documentos gerados devem estar sistematizados e guardados. Ao final deve-se fazer um relatório e sistematizar as lições aprendidas coletadas durante o projeto. Dessa forma erros passados não serão cometidos e futuras execuções de projetos serão mais dinâmicas e eficientes.

 

*Margareth Carneiro é PMP e MSc, co-autora dos livros Gerenciamento das Comunicações em Projetos, da Editora  FGV e Projetos Brasileiros – Casos reais de Gerenciamento, da Editora Brasport, e Diretora de Gerenciamento de Projetos da Compass International (www.compassbr.com.br).

Universitários não querem emprego

Ser empregado em uma boa empresa já não é o sonho de 25% dos universitários. Decididos, eles buscam conteúdo que agregue conhecimento prático ao futuro negócio. Também não falta coragem para abandonar o curso e a instituição errada. E os mais ousados não esperam a chegada do diploma para dar início à empreitada.

Por Débora Carvalho*

Já se foi o tempo em que os jovens ingressavam na universidade apenas para garantir um emprego melhor. Entre os empreendedores brasileiros, 25% são jovens – o que faz do País o terceiro com maior número de empreendedores entre 18 e 24 anos. E o número tende a aumentar, segundo a pesquisa 2008 da GEM – Global Entrepreneurship Monitor. São quase 4 milhões de jovens empreendedores – 15% da faixa-etária. Geralmente, prestam serviços especializados como informática, contabilidade e comunicação empresarial.

[Mais no Empreender News]

Identidade visual é tudo

Texto de Thales Brandão, publicado no Cidade Marketing.
O azul e o laranja inconfundível. Você conhece de cor, você conhece de cor.

http://www.cidademarketing.com.br/2009/blog/mercadologia/23/o-laranja-e-azul-inconfundivel

Não é só uma grande empresa que precisa e pode ter uma marca forte como essa.

Advogado, Administrador, Contador, RH, CPD… E a sua comunicação?

Se os grandes precisam dela  para se estabelecer, os pequenos ainda mais, para crescer.

Você contrata um contador para cuidar dos seus documentos financeiros. Um advogado para fazer contratos e processos. Um administrador para gerenciar todas as atividades. Um RH para contratar, demitir e treinar funcionários. O CPD para cuidar dos seus computadores, uma recepcionista para gerenciar os contatos. Óbvio.

E a sua comunicação?

Eu mesmo dou conta do recado. Cada departamento por si.

O pensamento está correto? Pense comigo.  Assim como dinheiro, tarefas, pessoal, equipamentos, atendimento, você precisa do profissional de comunicação. Ele vai gerenciar as palavras que saem da sua empresa, a imagem do seu negócio e a sua imagem diante dos seus funcionários e clientes. Você precisa de comunicação profissional assim como precisa do contador, do advogado, do administrador, do RH, do CPD, da recepcionista.

Mas ele só vai corrigir meus erros de português?

Também, com certeza. E mais.

1) Evitar que o seu e-mail contenha palavras que possam ter dois ou três tipos de interpretação (assim como o advogado evita isso em um contrato ou processo).

2) Resguardar a sua imagem e a se apresentar de forma positiva (assim como o contador faz com você e a sua declaração de renda e impostos).

3) Gerenciar o seu relacionamento com a imprensa,  dando o tratamento adequado a cada tipo de veículo (assim como faz a sua recepcionista que não deixa qualquer um entrar em sua sala a qualquer momento).

4) Treinar você e seus porta-vozes para que todos estejam alinhados com a filosofia da empresa tanto nos discursos internos, e-mails e comunicados, como em entrevistas para a mídia (assim como RH faz com os funcionários. Também vai administrar a sua comunicação interna e externa, com funcionários, consumidores, imprensa e sociedade, assim como o gerente administrativo faz com o fluxo de tarefas).

Serviços

Sabe aquele vídeo de motivação de final de ano? Se ele for produzido pelo profissional certo, será realmente de motivação. Caso contrário, todos vão bocejar e ficar com mais preguiça.

E aquele jornal empresarial, revista ou site que você tem o maior orgulho de investir tempo e dinheiro para apresentar as notícias do seu negócio? Se não tiver o design e o texto certo, vai virar motivo de piada e não de admiração. Vai passar a imagem de um chefe carrancudo e que quer se aparecer – ao invés de apresentar um presidente legal, próximo e a empresa como um lugar interessante e agradável para se trabalhar.

Mídia. Quantas oportunidades de ser notícia espontânea você já perdeu porque o texto encaminhado à imprensa, além de truncado, não destacava o que realmente tinha importância para o interesse público? Faltou o feeling. Percepção adequada.

E o seu site empresarial? Ele tem textos enormes, difíceis de entender? Isso significa que quem redigiu não sabe escrever para internet. Precisa de edição. Texro para internet deve ser curto, objetivo, direto ao ponto. Interessante, com títulos atraentes e que sejam um resumo do conteúdo.

Se você leu esse texto enooorme até aqui, pode ir além e entrar em contato conosco para que possamos conversar e descobrir juntos o que podemos fazer por você.

Não importa se você é um prestador de serviços, autônomo, profissional liberal, microempresário. Ou até médio.

A Bee View quer cuidar da sua comunicação. Temos o serviço que você precisa, com a qualidade que você e seu público merece. Com um preço diferenciado. Chega de pensar que Assessoria de Comunicação é um luxo só das grandes empresas.  Se os grandes precisam de comunicação para se estabelecer, os pequenos mais ainda, para crescer.

Contato

Olá, cliente

 

Um bom texto faz a diferença
Um bom texto faz a diferença

Você já está cansado de pagar caro por um serviço mal-feito? Os servidores acham que estão trabalhando de graça, mas quando você recebe o serviço acha mesmo que devia ter sido de graça? Texto ruim, não entendem o seu produto, não conhecem o seu público… comunicação equivocada?

Você acha que escreve legal, mas gostaria que seu texto fosse revisado por um profissional, para garantir que está claro, coeso e sem erros de português?

A Bee View pode ser a sua nova editora de conteúdo. 

Consulte nossos pacotes de assessoria de comunicação.

Débora Carvalho
Diretora

Contato 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑