Busca

Bee View – arquitetura das palavras

Fazemos pelo seu texto o que o arquiteto faz pela sua casa.

Categoria

Serviços

Panfleto de divulgação: Suco do Ben

Cliente: Suco do Ben
Projeto gráfico e texto: Débora Carvalho

Anúncios

BANNER-ARTEIROS-WIZARD-web

LOGOMARCA-BEEVIEW-arquiteturadaspalavras

PORTIFÓLIO: CAMPANHA 2013 COLÉGIO MÁXIMO

FOTOS: GREYCI CARVALHO
TEXTO E LAYOUT: DÉBORA CARVALHO

Projeto Jornal na Escola

Arte: Bee View
Arte: Bee View

Acabamos de mandar o pequeno anúncio para publicação na Revista Ache.

Trata-se de um projeto ousado de comunicação para escolas. Fazemos desde o projeto editorial e gráfico à impressão (terceirizada), com pacotes especiais conforme a periodicidade, tiragem e produtos incorporados, como newsletter, conteúdo para site, cobertura de eventos, e revisão para toda a comunicação da escola, de comunicados a projetos pedagógicos.

Nossa equipe conta com profissionais experientes na grande imprensa, em assessoria de comunicação de grandes empresas e redes de escolas, fotografia e redação contemporânea.

Quer saber como fazer o boletim informativo da sua escola?
Agende uma visita e solicite um orçamento!

Confira no link abaixo uma edição eletrônica de um boletim que também foi impresso.

 

Apresentação: Projeto Saúde Visual (CBE – Eventos)

Link do arquivo em PDF – folder de apresentação de um projeto de uma empresa de eventos empresariais.

http://issuu.com/beeview/docs/projeto-saude-visual-cbe-empresas-apresentacao

Fizemos a concepção da arte, o texto e a diagramação, com base no material original do cliente, e informações. A necessidade era passar mais credibilidade e profissionalismo.

Dê palavras de presente

Neste Dia dos Namorados, que tal presentear com palavras?

Um jogo bem interessante para enquanto esperam o gourmet a domicílio ou o prato no restaurante, pegar papel e caneta para anotar as qualidades da pessoa amada. Prepare duas folhas e duas canetas, e marque um tempo no relógio para escrever o que vier à mente, de forma aleatória. Vale colocar também aquele defeitinho charmoso. E aproveite o jantar para trocarem os papeis e conversarem sobre essas características. Reforçando que é uma forma de criar intimidade e se conhecerem melhor, e não para criar desavenças e humilhações – o que seria o efeito contrário da proposta. Se o casal conseguir sair da conversa mais unido, certamente terá valido mais do que o jantar ou o presente caro que compraram um para o outro.

Não esqueça que as palavras movem e destroem o mundo. Elas dão vida e matam.

Novo cliente da Bee View – WoCo News

A Bee View acaba de adquirir mais um cliente, para relacionamento com a imprensa: www.woconews.com, uma rede social voltada para notícias e negócios, com 255 caracteres, links, fotos, vídeos. Mais informações depois do brief que ainda está em processo.

Renegociação com Revista Mais Destaque

Constatei que os jovens não lêem artigos. Se for de pastor, aí é que não lêem mesmo. Eles querem mais matérias com conteúdos diversos (que já foram passados por e-mail). Eles querem interatividade. Querem polêmica, depoimentos reais, histórias, personagens… resumindo: produção jornalística com assuntos que realmente os interessem. Não a opinião de uma só pessoa.

Diante disso, me adiantei e criei um novo blog (www.revistamaisdestaque.wordpress.com) e um perfil no Twitter @maisdestaque – onde quase diariamente tenho postado novidades do setor – coisas que poderão ser publicadas ou não, mas que criam um relacionamento com o público de futuros assinantes da revista. No Twitter já tem mais de 450 seguidores da MD. Isso nos coloca na vanguarda em relação à Casa Publicadora Brasileira.

Produzir um conteúdo que atenda às necessidades do público-alvo da revista, demanda investimento na produção do mesmo. Se o objetivo for produzir um veículo que gere receita por assinatura, subsidiado por anunciantes – o que é diferente de se ter uma revista só para anunciantes e de distribuição gratuita. Para gerar um conteúdo vendável, que alguém esteja disposto a pagar um real que seja por ele, vamos precisar investir muito mais tempo e energia, estudo e planejamento do conteúdo – e não simplesmente ir copiando e colando textos ruins que ninguém quer ler. Eu acredito que se algo merece ser publicado, merece ser lido. Se não será lido, para que publicar?

Nos últimos 5 anos tenho me dedicado bastante ao estudo e prática de edição de conteúdo. Por isso, e diante das pesquisas que realizei, tenho plena convicção de que estou preparada para produzir o conteúdo que a MD precisa para crescer.O trabalho é sério, exige responsabilidade, profissionalismo, planejamento, metas, agenda e criatividade.

O pessoal vai ter que invetir pesado em conteúdo. Ou seja, em mim.

Ainda precisamos criar um novo projeto gráfico. Dar as diretrizes para o conteúdo que os leitores desejam ler, conforme a pesquisa realizada. Negociar o abastecimento de conteúdo para o Twitter e do Blog – que são ferramentas de comunicação fundamentais para a interatividade com o público alvo da revista. Dá mais trabalho, gasta mais, porém, é o investimento necessário para alcançar seus objetivos e ambições para essa revista que tem todo o potencial para se tornar uma revista nacional com o conteúdo que importa na vida do jovem cristão.

Proposta de trabalho para a edição de aniversário e próximas:

Desenvolvimento de um novo projeto gráfico e identidade visual para as editorias; Desenvolvimento de editorias novas, baseadas na pesquisa realizada com o público-alvo; Interatividade entre o conteúdo, sua produção e diário de bordo no Blog e Twitter

Conteúdo: a revista terá menos artigos e mais matérias. Mais fontes nas matérias. Depoimentos e fotos dos jovens reais. Saídas para reportagens (não se faz jornalismo sentado na cadeira). Ao invés da opinião de uma só  pessoa em um artigo para cada editoria (como tem sido até agora – cada editoria é um artigo), as sugestões e experiências de várias pessoas em matérias jornalísticas na linguagem de revista jovem, moderna e cristã. Um texto leve e cheio de energia positiva, alegre e polêmico, verdadeiro e motivador. Especialistas serão consultados para serem fontes de informação e não para escreverem textos precários. Publicaremos apenas artigos encomendados e de pessoas que realmente já saibam escrever.  Cada edição, antes de ser produzida, terá uma produção de pauta completa. Não aos picados. Podemos ter matérias pagas (informe publicitário), mas o conteúdo será separado para dar credibilidade à revista. As notícias de cidadania geral terão foco em atender as necessidades do público jovem nas questões de carreira, profissão, cursos, dicas, lazer, educação, saúde. E as notícias do mundo cristão também precisarão ter um foco, e não jogadas apenas para preencher espaço. Precisamos focar nos assuntos de interesse público e nas novidades. Precisamos dar voz a quem tem algo a dizer. E satisfazer as necessidades espirituais e de conteúdo prático – itens mais solicitados pelos jovens entrevistados.

Proponho à Mais Destaque satisfazer todas essas necessidades com o meu expertise. E também atender à demanda na área publicitária – já que também possuo essa formação (embora incompleta, mas o suficiente).

Cronograma de trabalho:

A) Pauta anual – para que a revista tenha continuidade e que na edição anterior possamos anunciar algumas coisas que virão na próxima (isca).

B) Pauta da edição – para verificar como andam as pautas pré-determinadas, verificar se algum assunto mais quente merece deixar alguma matéria na gaveta. Analisar conteúdo Wiki  – e selecionar os publicáveis. Decidir os concursos culturais e prêmios. Os ganchos para a próxima edição… e o destaque editorial que todas as matérias devem tomar. Cada edição terá um tema X que se desdobrará e aprofundará nas editorias. Numa progressão textual coesa e motivadora.  Convidar jovens e pastores para a reunião de pauta. Assim, o conteúdo terá cada vez mais a cara deles, além do vínculo. Eles podem ajudar a traçar os objetivos da pauta – e as informações que realmente querem, pois muitas vezes podemos produzir uma pauta que só tem o tema que eles desejam e precisam, mas no conteúdo fica um vácuo. Essas reuniões podem ser presenciais ou Online, pelo Twitter, Blog ou MSN.

C) Riscado da diagramação para o cumprimento da pauta. Determinar antes se vai ter Box, olho e imagem, e onde vai ficar na diagramação. Já que a MD não trabalha com diagramador jornalista, isso é necessário, pois não combina depois de duas semanas que a matéria foi entregue, o diagramador dizer que está sem ideia para diagramar tal matéria.  Nisso, deverá ser determinado o número exato de toques que a matéria e o Box devem conter, para evitar buracos e linhas a mais.

D) Trabalhar em conjunto com edição e diagramação – enviando arquivos do InDesign e/ou PDF para análise, assim que cada matéria for sendo entregue e diagramada. Não deixar para diagramar tudo de uma vez, pois isso bloqueia a criatividade.

E) Separar páginas de conteúdo de páginas de anúncios. Qual é a meta de anúncios por edição? Deixar as páginas de anúncios pré-determinadas e as de conteúdo também, sempre deixando conteúdo na gaveta para o caso de sobrar espaço.

F) Produção das pautas determinadas. Trabalhar com antecedência. Matérias frias serão produzidas antes da edição X, para termos várias opções na gaveta para emergências.  Por exemplo, entrevista da seção Retrato já fiz duas a mais.

G) Diagramação da matéria – assim que terminar, enviar em PDF para que eu possa conferir se a diagramação não se perdeu do projeto gráfico e se condiz com o conteúdo e o destaque adequado para a abordagem. Trabalhar sempre em parceria e linearidade de pensamento para dar o conteúdo que o leitor merece com a “cara” que o conteúdo merece.

H) Revisão em São Paulo (pelo amor de Deus… não tem sentido imprimir, mandar pra outra cidade impresso e esperar uma semana pelo retorno da revisão. Até lá a gente já esqueceu o conteúdo e é trabalho dobrado ter que retomar depois de tanto tempo. Precisamos otimizar isso, ser mais práticos. Nem que a pessoa pague para fazer isso,  não compensa. Revisão de uma revista como essa é feita em uma tarde).

I) Prazos: Três editorias de uma página por semana. Editorias de mais de uma página, uma por semana. Todas produzidas dentro dos padrões de qualidade determinados, com personagens, fontes de credibilidade e representativas – conforme linha editorial – começando pelo riscado para diagramação antes da produção e para o diagramador.

J) Produção de pelo menos um post (ou mais) no Blog e no Twitter, e envio semanal de links em newsletter no mailling que vamos começar a criar para leitores da MD.

Orçamento: Conseguimos chegar a um acordo. Que bom!

Nem estou me achando uma editora de conteúdo com o expertise adequado para a função. A reunião foi ótima. Depois de passar a tarde efetuando a revisão do texto com o Marcelo, o Rafael chegou calmo e sereno para conversarmos sobre os novos rumos editoriais, aprovou as ideias… e eu fiquei muito contente!

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑